Sobre


Não são raras as notícias de empresas que fecharam as portas no Brasil, e ao conversar com esses empreendedores a reclamação é uníssona no que se refere aos altos ônus trabalhistas, previdenciários, mas principalmente fiscais.

Segundo dados do ICDE/IBGE o Brasil é o 14º país com a maior carga tributária do planeta, sendo que ela representa 32% do PIB. Não bastasse isso, é evidente que um percentual muito baixo dessa arrecadação é aplicado em prol de melhorias na sociedade.

Ainda assim o Governo Federal aumenta anualmente os impostos, visando reduzir o rombo nas contas públicas.

Como se não bastasse o dever de o empresário retirar dinheiro do caixa para pagar impostos, ele ainda precisa estar atento às mais de 36 normas tributárias que surgem, diariamente, alterando a legislação fiscal, o que se torna impossível para quem precisa administrar um negócio com todas as suas peculiaridades.

Se para o próprio contador, profissional habilitado para acompanhar a questão contábil da empresa, a tarefa é árdua, quanto mais para o empresário.

Daí a necessidade de se utilizar dos mecanismos existentes para se certificar de que a empresa está pagando apenas aquilo que realmente deve ao Fisco.

A complexidade e a rápida alteração das normas tributárias, aliadas ao baixo índice de profissionais capacitados para acompanhar tamanho fluxo de informações, interpretando-as de forma correta, acaba obrigando as empresas a pagar impostos desnecessários.

Segundo estudo realizado por uma consultoria empresarial, de 5.000 empresas mapeadas, cerca de 95% delas estavam pagando ao Fisco mais impostos do que deveriam.

Já no regime do Simples Nacional, 76% das pequenas e médias empresas abrem mão de valores que estariam auxiliando seu fluxo de caixa por desconhecer as alterações na legislação tributária.


Como saber se estou pagando mais impostos do que deveria?

O primeiro passo, com base em uma amostra da documentação enviada pela empresa, é realizar uma estimativa do que está sendo pago a maior, uma análise prévia pela qual não cobramos honorários.

Se identificados créditos, passamos ao segundo passo - uma solução que garante o pagamento apenas daquilo que é estritamente devido – a REVISÃO TRIBUTÁRIA.

A revisão tributária é uma solução rápida e eficiente que busca identificar, por meio de profissionais capacitados e em constante atualização, a existência de tributos que estão sendo pagos a maior ou sem necessidade.

Após identificados quais os tributos estão sendo pagos a maior, existe a possibilidade de compensação ou restituição dos créditos, seja qual a forma de aproveitamento, o fato é que a empresa passa a atuar com saúde financeira, o que é estritamente necessário para manter a competitividade.

A compensação de créditos impacta diretamente a lucratividade do negócio, tendo em vista que o valor que iria para o Fisco, poderá ser remanejado e investido na empresa, ou simplesmente aproveitado pelo empresário da forma que ele melhor entender.

Além disso, a revisão permite identificar qual o melhor regime de tributação para a empresa, ante o seu faturamento e a legislação em vigor.

É importante ressaltar que a compensação acontece na esfera administrativa, sem necessidade de demanda judicial, entretanto, de forma absolutamente legal e fundamentada, impactando diretamente a receita da empresa, e reduzindo despesas.

E você percebe que a carga tributária consome grande parte do lucro da sua empresa, sem dúvidas, é o momento de realizar a REVISÃO TRIBUTÁRIA.




Saiba mais sobre nossos serviços, conheça nossa equipe ou saiba como ser um parceiro da Lucrare.